PF cumpre mandados de busca na Sema e bloqueia R$ 50 milhões de empresas  | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 25 de Abril de 2019, 11h:04 | - A | + A




EXTRAÇÃO ILEGAL DE MADEIRA

PF cumpre mandados de busca na Sema e bloqueia R$ 50 milhões de empresas

Ação é decorrente da Operação Arquimedes

 

Polícia Federal cumpre mandados e busca e apreensão de documentos na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) na manhã desta quinta-feira (25). Ação é decorrente da Operação Arquimedes, que acontece simultaneamente em Mato Grosso e outros 7 estados, além do Distrito Federal.  

Intuito é desarticular esquema de extração e venda e legal de maneira da floresta amazônica. Ao todo, foram expedidos 23 mandados de prisão preventiva, 6 de prisão temporária e 109 de busca e apreensão. Ainda, houve a autorização no bloqueio de  R$ 50 milhões nos CNJPJs das empresas investigadas e outras medidas cautelares.      

Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, os documentos são para apurar a suspeita de inserção de créditos florestais fictícios no sistema de comercialização e transporte de produtos florestais e não há nenhum pedido de prisão ou investigação contra servidores.      

"São processos muito antigos com pedidos de informação. Fizemos um compromisso com o delegado da PF de que nós vamos explicar o funcionamento do nosso sistema de controle, de como eles podem obter as informações para que os agentes possam compreender e saber como usar o nosso sistema", disse.      

PF atua em duas principais frentes de investigação criminal, por meio de dois Inquéritos Policiais: a primeira, sobre a extração, exploração e comércio ilegais de madeira; e, a segunda, sobre a corrupção entre servidores de órgão ambiental estadual, engenheiros florestais, detentores de planos de manejo e proprietários de empresas madeireiras.      

Além de Mato Grosso, os mandados foram cumpridos no Acre, no Amazonas, em Minas Gerais, em São Paulo, no Paraná, em Roraima e em Rondônia.      

Os investigados responderão, dentro das suas condutas, pelos crimes de falsidade ideológica no sistema DOF, falsidade documental nos processos de concessão e fiscalização de PMFS (Plano de Manejo Florestal Sustentável), extração e comércio ilegal de madeira, lavagem de bens, direitos e valores, corrupção ativa e passiva e de constituição de organização criminosa.      

Por meio de nota, ainda, a secretaria pontuou que está colaborando com a operação e que todas as demandas foram prontamente atendidas.

Leia a nota na íntegra:      

"A Secretaria de Estado de Meio Ambiente confirma que recebeu agentes da Policia Federal na manhã desta quinta-feira (25) para busca e apreensão de documentos no âmbito da operação Arquimedes. A Sema está colaborando com a operação e todas as demandas foram prontamente atendidas para que os investigadores possam apurar as suspeitas de inserção de créditos florestais fictícios nos sistemas de comercialização e transporte de produtos florestais.      

Para fortalecer o trabalho de investigação e repressão das ilegalidades, agentes da Polícia Federal designados pela superintendência do órgão em Mato Grosso irão participar, no próximo mês, de um curso de capacitação para compreender melhor o funcionamento dos sistemas da Sema envolvidos na aprovação de projetos florestais e autorizações de exploração florestal ou desmatamento (Simlam, Simcar e Sisflora). O objetivo é assegurar que o órgão de investigação tenha acesso às informações com mais rapidez e precisão.  

A Sema reitera que acredita na parceria com os órgãos de investigação e controle, tanto interno quanto externos, aliada ao controle social,  para assegurar a legalidade nos serviços prestados pela Secretaria para que tenhamos um meio ambiente harmônico e equilibrado para esta e futuras gerações”.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Jonas - 25-04-2019 13:03:25

quanto dinheiro meu deus

Responder

1
0


Cida - 25-04-2019 13:00:41

Na SEMA é operação, atrás de operação. Q situação, alguém precisa organizar essa pasta.

Responder

2
0


2 comentários