Politec enfrenta déficit de 60% e corre risco de fechar as portas | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021

POLÍTICA Terça-feira, 24 de Novembro de 2020, 19h:03 | - A | + A




Convocação de Concurso

Politec enfrenta déficit de 60% e corre risco de fechar as portas

Órgão pode parar de funcionar devido à falta de novos efetivos


redacaomuvuca@gmail.com

politec.jpg

Foto: Reprodução

Com apenas 97 papiloscopistas para atender todo o Estado, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec-MT) corre o risco de fechar as portas com o déficit de 60% de novos funcionários. Segundo os classificados do concurso realizado em 2017, em três anos foram realizadas poucas nomeações devido aos problemas financeiros do governo do Estado.

“Se em 2017 tinham 126 papiloscopistas para atender todo o território de Mato Grosso, hoje temos apenas 97 e com previsões de mais aposentadorias para o próximo ano, ou seja, as nomeações não supriram as aposentadorias e teve redução no efetivo”, diz a comissão dos aprovados.

Em entrevista ao Muvuca Popular, o diretor da Politec, Ailton Silva Machado, relatou que além da falta de servidores para realizar trabalhos de identificação, a situação ainda pode piorar com o fim do prazo de validade do processo seletivo realizado em 2017, que pode acabar sendo suspenso pela Justiça.

De acordo com o diretor, os servidores acreditavam que o prazo de validade seria prorrogado, conforme o decreto de calamidade pública do governador Mauro Mendes (DEM). No entanto, a Lei Estadual que previa a suspensão do concurso foi questionada e o Tribunal de Justiça (TJMT) a considerou o inconstitucional.

“Um novo concurso demoraria de 2 a 3 anos para começar a chamar os novos classificados, sem falar da previsão de mais aposentadorias para o início do ano que vem, que levaria a precariedade do serviço público na área de identificação, desde atrasos nas solicitações de carteira de identidade, informações civis e criminais, além das liberações de cadáveres  no IML por conta da identificação dos corpos”, pontuou Ailton.

Atualmente, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) está analisando a possibilidade da prorrogação do concurso, juntamente com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT).

Ademais, Ailton informou que havia uma solicitação ao Poder Executivo, com previsão de chamada de 50 vagas para a Capital e interior do Estado, mas que não chegou a ser cumprida. "Se o concurso não for prorrogado, até 27/12/2021 não conseguiremos nomear mais nenhum candidato e teremos muita dificuldade de manter os serviços funcionando", finalizou.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Lucas do Rio Azul - 25-11-2020 12:15:28

INTERESSANTE ESSE AILTON FALAR DE DEFICIÊNCIA DE PAPILOSCOPISTA, MAS SEQUER TOCA NO FATO DE QUE O CONCURSO PRA PERITO CRIMINAL EM 2014 NÃO CHAMOU NENHUM CLASSIFICADO ATÉ HOJE, E, NA ÉPOCA NINGUÉM DA POLITEC SE DOEU PEDINDO PRORROGAÇÃO DO CERTAME . ESTÁ SUFICIENTE O NÚMERO DE PERITOS NO ESTADO OU ESSE CAGÃO TEM MEDO DE CONCORRÊNCIA?

Responder

2
1


1 comentários

coluna popular
Medalha Ordem do Mérito Maçônico
Bem-humorada
Em VG
Médica
Estatuto proíbe

Últimas Notícias
21.01.2021 - 14:18
21.01.2021 - 14:04
21.01.2021 - 13:19
21.01.2021 - 13:10
21.01.2021 - 12:26




Informe Publicitário