Prefeita de VG autoriza comércio aberto e frota do transporte coletivo restrito em 50% | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 30 de Março de 2020

POLÍTICA Quinta-feira, 26 de Março de 2020, 19h:13 | - A | + A




Efeito Covid-19

Prefeita de VG autoriza comércio aberto e frota do transporte coletivo restrito em 50%

Decreto foi assinado nesta quinta-feira (26)


redacaomuvuca@gmail.com

Reprodução

Lucimar Campos

 

A prefeita de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, Lucimar Campos (DEM), assinou nesta quinta-feira (26) um novo decreto em que determina o fechamento de estabelecimento comercial, incluindo shopping center, bares, restaurantes, feiras, casas noturnas, academias e afins, evitando, assim, a aglomeração de pessoas, pelo prazo de 30 dias.

O transporte público funcionará em regime especial, no período de 23 de março de 2020 a 5 de abril de 2020, com frota reduzida em 50%, devendo todos os passageiros se encontrarem sentados, em poltronas alternadas, sendo proibido que o passageiro viaje em pé.
Ainda segundo o decreto, ficam autorizados os serviços de entrega (delivery), drive thru e/ou retirada no local/balcão de restaurante, café, padaria, conveniência, distribuidora de bebidas, açougue e peixaria, sendo vedado consumo no local, devendo os estabelecimentos que farão o uso desses serviços seguirem as recomendações dos órgãos de saúde, sob pena de responsabilização conforme legislação vigente.

Segundo o decreto, ficam autorizados a funcionar: hospitais, clínicas médicas e odontológicas, farmácias, drogarias e laboratórios, lavanderias e serviços de higienização, hotéis, funerárias e serviços relacionados, clínicas veterinárias, pet shop e comércio de alimentos e medicamentos destinados a animais, estabelecimentos bancários e lotéricas, distribuidoras de água e gás, serviço de segurança privada, serviços de táxi e aplicativo de transporte individual, loja de venda de materiais de construção e produtos para casa, mediante delivery, postos de combustíveis, transportadoras, supermercado, minimercados, comércio de produtos naturais, atacadista, frigorífico, açougue, borracharia e oficina de manutenção e reparos mecânicos, incluindo, de concessionárias, estabelecimentos que comercializam autopeças, materiais elétricos e de construção, serviços agropecuários, setores industriais, papelaria, empresas de embalagens, empresas de manutenção em geral, guincho, lava jato, transporte de numerário.

G1MT

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Montante será utilizado para construir pontes
ALMT contra coronavírus
Adiamento é prematuro
Órgão quer suspender reabertura do comércio
Empresários pedem o fim da medida de isolamento

Últimas Notícias
30.03.2020 - 14:36
30.03.2020 - 14:07
30.03.2020 - 13:07
30.03.2020 - 12:15
30.03.2020 - 11:13


Carlos Fávaro (PSD)

Coronel Rúbia (Patriota)

Elizeu Nascimento (DC)

Gisela Simona (Pros)

José Medeiros (Podemos)

Júlio Campos (DEM)

Nilson Leitão (PSDB)

Otaviano Piveta (PDT)

Procurador Mauro (PSOL)

Reinaldo Morais (PSC)

Valdir Barranco (PT)

(Nenhum deles)

Feliciano Azuaga



Informe Publicitário