Presidente da Câmara de VG pretende doar salário no combate ao coronavírus | MUVUCA POPULAR

Domingo, 09 de Agosto de 2020

POLÍTICA Quinta-feira, 26 de Março de 2020, 10h:00 | - A | + A




Economia

Presidente da Câmara de VG pretende doar salário no combate ao coronavírus

Vereadores discutem outras medidas na próxima terça-feira (31)


redacaomuvuca@gmail.com

O presidente da Câmara de VG, Fábio Tardin, declarou que quer doar seu salário para ajudar no combate ao coronavírus. Foto: Reprodução.

O presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande e vereador Fábio Tardin (DEM), popularmente conhecido como Fabinho, declarou ao Muvuca Popular que pretende doar parte do seu salário para comprar álcool em gel e máscaras aos profissionais da saúde.

“Eu queria doar meu salário, queria que fosse investido em álcool e máscaras para os enfermeiros e pessoas menos favorecidas. Contudo, até agora nós não conseguimos encontrar fornecedores desses insumos. Os vereadores Miguel Baracat (PSC) e Gisa Barros (PSB) também sugeriram”, ressaltou. Existem 31 casos suspeitos de Covid-19 na cidade e apenas um confirmado.

Ao ser perguntado se a Câmara faria alguma renúncia como a de Cuiabá fez, no valor de R$ 2 milhões do seu orçamento para ser destinado à Secretaria de Saúde, Fabinho explicou que a situação em VG é mais complexa.

“Nós já fizemos várias reuniões e estamos fazendo levantamentos. Nós vamos renunciar também, mas não sabemos exatamente. Até porque a Câmara de Cuiabá tem um duodécimo três vezes maior do que a Casa tem. Tem apenas 4 vereadores a mais. A nossa realidade é totalmente diferente da capital”, explicou.

Em 2019, o duodécimo da Câmara de VG era de R$ 18 milhões anuais, enquanto em Cuiabá é chegou à R$ 57 milhões.

De acordo o parlamentar, outras medidas serão discutidas pela Casa de Leis na próxima terça-feira (31). Até o momento, os vereadores no município não tomaram nenhuma decisão prática.

“Nós vamos fazer renuncia em um momento oportuno, estamos fazendo análises para ajudar a prefeitura. Já falamos para prorrogar IPTU sem juros e suspensão do corte de água. Estamos fazendo uma série de enfrentamentos. A verba indenizatória é uma coisa de colegiado, nós estamos esperando algumas máscaras chegarem ou vamos fazer por teletrabalho”, afirmou.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Antonio minorello - 27-03-2020 12:12:21

Seria só um salário ou até o fim do seu mandato. Ė so para curar os coronentos, Ou portadores de outras infermidades.?

Responder

0
0


Gustavo - 26-03-2020 16:13:47

Que conversa fiada só pra descontrair mesma nessa grisse

Responder

0
0


2 comentários

coluna popular
Melhor data para vendas desde o início da pandemia
"Rouba as coisas da merenda para vender"
No próximo dia 31
Mudanças devido ao coronavírus
Custo de R$ 260 mil

Últimas Notícias
09.08.2020 - 13:53
09.08.2020 - 09:56
09.08.2020 - 07:59
08.08.2020 - 19:25
08.08.2020 - 17:00




Informe Publicitário