Presidente da Câmara de VG pretende doar salário no combate ao coronavírus | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 30 de Março de 2020

POLÍTICA Quinta-feira, 26 de Março de 2020, 10h:00 | - A | + A




Economia

Presidente da Câmara de VG pretende doar salário no combate ao coronavírus

Vereadores discutem outras medidas na próxima terça-feira (31)


redacaomuvuca@gmail.com

O presidente da Câmara de VG, Fábio Tardin, declarou que quer doar seu salário para ajudar no combate ao coronavírus. Foto: Reprodução.

O presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande e vereador Fábio Tardin (DEM), popularmente conhecido como Fabinho, declarou ao Muvuca Popular que pretende doar parte do seu salário para comprar álcool em gel e máscaras aos profissionais da saúde.

“Eu queria doar meu salário, queria que fosse investido em álcool e máscaras para os enfermeiros e pessoas menos favorecidas. Contudo, até agora nós não conseguimos encontrar fornecedores desses insumos. Os vereadores Miguel Baracat (PSC) e Gisa Barros (PSB) também sugeriram”, ressaltou. Existem 31 casos suspeitos de Covid-19 na cidade e apenas um confirmado.

Ao ser perguntado se a Câmara faria alguma renúncia como a de Cuiabá fez, no valor de R$ 2 milhões do seu orçamento para ser destinado à Secretaria de Saúde, Fabinho explicou que a situação em VG é mais complexa.

“Nós já fizemos várias reuniões e estamos fazendo levantamentos. Nós vamos renunciar também, mas não sabemos exatamente. Até porque a Câmara de Cuiabá tem um duodécimo três vezes maior do que a Casa tem. Tem apenas 4 vereadores a mais. A nossa realidade é totalmente diferente da capital”, explicou.

Em 2019, o duodécimo da Câmara de VG era de R$ 18 milhões anuais, enquanto em Cuiabá é chegou à R$ 57 milhões.

De acordo o parlamentar, outras medidas serão discutidas pela Casa de Leis na próxima terça-feira (31). Até o momento, os vereadores no município não tomaram nenhuma decisão prática.

“Nós vamos fazer renuncia em um momento oportuno, estamos fazendo análises para ajudar a prefeitura. Já falamos para prorrogar IPTU sem juros e suspensão do corte de água. Estamos fazendo uma série de enfrentamentos. A verba indenizatória é uma coisa de colegiado, nós estamos esperando algumas máscaras chegarem ou vamos fazer por teletrabalho”, afirmou.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Antonio minorello - 27-03-2020 12:12:21

Seria só um salário ou até o fim do seu mandato. Ė so para curar os coronentos, Ou portadores de outras infermidades.?

Responder

0
0


Gustavo - 26-03-2020 16:13:47

Que conversa fiada só pra descontrair mesma nessa grisse

Responder

0
0


2 comentários

coluna popular
"Muito bem e com muita energia", diz prefeito
Montante será utilizado para construir pontes
ALMT contra coronavírus
Adiamento é prematuro
Órgão quer suspender reabertura do comércio

Últimas Notícias
30.03.2020 - 15:45
30.03.2020 - 15:29
30.03.2020 - 15:12
30.03.2020 - 14:58
30.03.2020 - 14:36


Carlos Fávaro (PSD)

Coronel Rúbia (Patriota)

Elizeu Nascimento (DC)

Gisela Simona (Pros)

José Medeiros (Podemos)

Júlio Campos (DEM)

Nilson Leitão (PSDB)

Otaviano Piveta (PDT)

Procurador Mauro (PSOL)

Reinaldo Morais (PSC)

Valdir Barranco (PT)

(Nenhum deles)

Feliciano Azuaga



Informe Publicitário