Presidente da Câmara diz que Abílio é descontrolado e de baixo nível | MUVUCA POPULAR

Domingo, 25 de Agosto de 2019

POLÍTICA Terça-feira, 13 de Agosto de 2019, 14h:54 | - A | + A




Quebra de Decoro

Presidente da Câmara diz que Abílio é descontrolado e de baixo nível

Misael Galvão perdeu a paciência com o vereador durante sessão da Comissão de Ética


redacaomuvuca@gmail.com

MA

A Câmara de Vereadores de Cuiabá realizou nesta terça-feira (13), um debate com a Comissão de Ética para apurar o processo sobre a suposta quebra de decoro parlamentar do vereador Abílio Junior (PSC).

Durante a discussão, o acusado criticou a ação e afirmou que a atenção que está sendo dada ao processo é desnecessária e exagerada. 

Com isso, o presidente do Parlamento Municipal, Misael Galvão (PSB), rebateu as críticas e alegou que Abílio é despreparado emocionalmente, pois o vereador não sabe se relacionar de forma civilizada com as pessoas e não é capaz de dialogar política de alto nível.

"A sociedade não quer mais saber de conversa fiada de Vossa Excelência. A sociedade quer resultado. Quando vier dialogar com Misael Galvão, vamos debater Cuiabá, resultados. Vossa Excelência fala bonito, chama holofotes, mas esse não é o meu perfil, não preciso disso", ressaltou o presidente.

Além disso, Misael explicou que todos os processos instaurados na Câmara recebem a mesma atenção, seja para a aceite ou negação do pedido. “Aqui tem limites, tem ética, tem respeito”, pontuou.

Segundo o presidente, Abílio só pensa em redes sociais e em holofotes, pouco se importa com a real situação em que Cuiabá se encontra.  “Tenho mais de 3 mil indicações esse ano. Se Vossa Excelência não pensa no povo, vamos no Parque Cuiabá ver as demandas, vamos no Dr. Fábio fiscalizar asfalto. Mas não venha com palanque barato, com picuinha”.

O processo que está sendo averiguado pela Câmara foi aberto devido a uma ação de Abílio Junior em maio, quando o vereador filmou uma obra na casa do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), sob a justificativa de que a construção era irregular. Durante a "fiscalização", o parlamentar transmitiu tudo pelas redes sociais. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 14-08-2019 07:12:48

COMISSÃO DE ÉTICA? DESSA CASA? SERÁ QUE SABEM O QUE É ISSO? Que ética essa casa tem? E seus ocupantes? seu presidente? Casa dos Horrores, onde a imoralidade impera! O Abílio tá incomodando quem? Pisou no calo de quem? Tudo bem que ele exagera um pouco, mas está fiscalizando!

Responder

2
0


Carlos Nunes - 13-08-2019 15:17:01

Pelo menos tio Abilinho ainda não encheu os bolsos do paletó com pacotes de dinheiro...como diz o linguajar cuiabano "até na tampa". Pior do que ser descontrolado e de baixo nível...é botar a mão na grana, ou não? Sei lá...o tal de decoro parlamentar virou piada nacional. Tio Clodovil só porque chamou uma colega lá na Câmara de "feia", quase perdeu o mandato. Chamar de feia não pode...Pra mim esse imbróglio todo com tio Abilinho não vai dar em nada...Fiscal da Prefeitura jamais teria coragem de fiscalizar casa de Prefeito, seu chefe. Primeiro tinha que pedir permissão: posso fiscalizar sua residência, vou no dia tal, na hora tal. Nunca vi em nenhuma parte do país...um fiscal municipal fiscalizar casa de prefeito...um fiscal estadual fiscalizar propriedade de governador...um fiscal federal fiscalizar propriedade de presidente da república. Só tio Abilinho mesmo, que recebeu a denúncia e foi atrás, no chupetão pra pegar o flagrante. Tudo tava bem, até um funcionário do prefeito, aproximar, e como não quer nada...surrupiou o celular do vereador, e correu...E o vereador atrás...pega ladrão. Deve ter sido engraçada a cena. Cuiabá precisa de vários "Abilinhos" - pedra no sapato das "otoridades". Não tá funcionando o Órgão Municipal, seja da Saúde, seja da Educação, manda o tio Abilinho que ele resolve, ou pelo menos tenta...se não aparecer nenhum cara pra surrupiar seu celular e correr.

Responder

5
3


2 comentários