Servidores da Educação apontam descaso da Seduc com professores interinos  | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 06 de Agosto de 2020

POLÍTICA Quarta-feira, 08 de Julho de 2020, 22h:56 | - A | + A




Nota técnica 19/2020

Servidores da Educação apontam descaso da Seduc com professores interinos

Em possível volta às aulas, Seduc pretende priorizar a oferta de aulas adicionais para servidores efetivos


redacaomuvuca@gmail.com

Secretária de Educação - Marioneide Angélica | Foto: Reprodução

Uma Nota Técnica 19/2020 encaminhada pela secretária de Educação de Mato Grosso, Marioneide Angélica, para as secretarias adjuntas, escolas e assessorias pedagógicas gerou um enorme descontentamento entre os servidores interinos mato-grossenses.

De acordo com uma fonte que preferiu não se identificar, o principal conflito entre os servidores é que, no documento assinado por Marioneide consta que serão atribuídas, primeiramente, aulas adicionais aos professores efetivos e depois aos professores temporários.

“Isso nada mais é que um golpe contra os servidores interinos, nós já estamos aguardando nossas contratações há meses e agora aparece essa nota que praticamente nos deixa de lado. No documento aparece que para completar o quadro de pessoal, a escola poderá utilizar de contratos temporários, ofertando em primeiro momento aos efetivos com aulas adicionais, e após, a candidatos interinos, contratos temporários, e ainda, observando que quando esgotado o cadastro de inscritos na unidade escolar, caberá a Assessoria Pedagógica, utilizar o Cadastro Geral para encaminhar o profissional para a escola”, explicou a fonte ao Muvuca Popular.

Conforme o servidor, assim como o Sindicato dos trabalhadores do Ensino Público (Sintep-MT) encaminhou um recurso administrativo contra a nota técnica 010/2020 que estabeleceu os adicionais em detrimento de contratos temporários a candidatos temporários, medidas serão tomadas com esse novo “ataque” a categoria.

“O Sintep encaminhou um recurso contra a última Nota Técnica 010/2020 requerendo que fosse retificada e respeitadas as disposições contidas no artigo 79, parágrafo 2°, inciso I da LC 50/98 e agora não vai ser diferente, essa nova Nota Técnica 019/2020 será objeto de medidas, inclusive judiciais, se for o caso, a fim de garantir aos candidatos a contrato temporário sua legal participação no processo de atribuição, sem que haja preterição por parte dos professores efetivos, candidatos a aulas adicionais, em consonância com o que determina a lei”, declarou o relator.

A Nota 19/2020 foi assinada nesta terça-feira (7).

Confira na íntegra:

PageFlips: Nota

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Paulo Roberto - 11-07-2020 16:56:05

A SEDUC está certíssima! A prioridade sempre tem que ser para o efetivo, que são os quadros permanentes do Estado e tem vínculo de fato com o mesmo!! Interino/Temporário é para contratação emergencial, quando se tem vagas para a contratação! Justíssimo os efeitivos terem prioridade para as aulas adicionais! Parabéns a SEDUC!

Responder

1
3


alexandre - 09-07-2020 15:12:46

Sempre foi assim , na panela, a prioridade são os efetivos, escolhem as melhores colocações e logo depois entram de licença, ´só sobra rastejo e lugar longe, onde o custo beneficio não compensa pra contratado.. por isso atrasa as aulas.

Responder

3
1


Pedro - 09-07-2020 12:09:44

O pior é ver as gestões de escolas apoiando cegamente a SEDUC.

Responder

2
0


Rosemary Ramos - 09-07-2020 10:01:55

Percebo, como professora contratada que sou que o governo está realmente dando o troco nos professores pela greve do ano passado, mas esquece que quem mais dá o sangue pelas escolas somos nós contratados. E nesse momento onde vemos muitos professores passando por dificuldades financeiras vem essa notícia. O jeito vai será partir para outra profissão pois a nossa profissão nunca foi valorizada por esse governo. Colegas de profissão lembremos dele e dos outros políticos que na hora de pedir o nosso voto, prometem e nunca cumprem. Deus tomará conta

Responder

11
0


carlos Arruda - 09-07-2020 10:26:04

Tudo isso é para que todos os funcionários públicos, federal, estadual e municipal, lembrem-se de jamais eleger um empresário para o executivo e também legislativo; eles sempre estarão contra a qq despesa para o social, pensam somente nas finanças; sempre esquecerão que o Estado também existe para sanar problemas sociais. Todo funcionário público deve sempre se lembrar, um político, por pior que seja, sempre será melhor que um empresário, melhor para a sociedade e também para o funcionalismo público.

Responder

9
0


5 comentários

coluna popular
Internado em SP
Liderança no Xingu
Tudo online
Tensão entre novatos e “velha guarda”
"Injustiça"

Últimas Notícias
06.08.2020 - 19:50
06.08.2020 - 19:00
06.08.2020 - 18:10
06.08.2020 - 17:22
06.08.2020 - 17:02




Informe Publicitário