Sonegação de impostos é 4 vezes maior que a folha do Estado | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 24 de Abril de 2019

POLÍTICA Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2019, 08h:50 | - A | + A




Sonegação impostos

Sonegação de impostos é 4 vezes maior que a folha do Estado

(redacaomuvucapopular@gmail.com)
Redação

santos.jpg

 

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB), disse nesta segunda-feira (11), que sonegação de impostos chega a R$ 2 bilhões por ano, enquanto a folha salarial do mês de janeiro foi de cerca de R$ 440 milhões. O que os cofres públicos do governo do Estado deixam de arrecadar por causa da sonegação de impostos é 4 vezes maior que a folha salarial mensal dos servidores do Poder executivo.

O parlamentar deve apresentar nesta sema, a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, para investigar a sonegação e a renúncia fiscal. A última CPI realizada pela Casa de Leis, entre 2016 e 2017, apurou R$ 1,7 bilhão de prejuízo para Mato Grosso entre renúncia fiscal e sonegação de impostos.

Para se ter uma ideia do tamanho do montante sonegado, o orçamento do Estado para 2019 é R$ 20,9 bilhões, mas faltam R$ 1,6 bilhão para fechar as contas e o governo afirma ainda não saber de onde irá tirar os recursos que faltam. O combate à sonegação de impostos é uma das frentes que o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou adotar, mas ainda não foram divulgadas as estratégias que serão utilizadas ou os resultados de ações do gênero.

Segundo o deputado Wilson Santos, o articulador da nova CPI, esse assunto é interminável e deve sempre estar sob investigação. “Vamos começar a CPI revisitando o passado. Em cima daquilo que foi feito em 2014 e depois em 2016. Queremos saber da Polícia Federal, do Ministério Público do Estado, da Controladoria Geral do Estado, o que é que foi feito com todos aqueles milhares de documentos que foram entregues em a esses órgãos”.

Porém, diferente das duas CPIs anteriores, essa vai ser mais abrangente e investigar a mineração, criação de gado e o agronegócio como um todo.

“Nós vamos mexer com gente poderosa, com gente grossa. Com gente que sonega, e que sonega grosso”, explica o deputado.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(5) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Maria - 12-02-2019 17:48:51

UM EXEMPLO É BEM CLARO DEPUTADO WILSON SANTOS, É O QUE VEM ACONTECENDO COM A FISCALIZAÇÃO DO TRANSPORTE DE MADEIRAS QUE SEMPRE INCOMODOU E INCOMODA A MAIORIA DOS DEPUTADOS OS GOVERNOS E AQUELES MADEIREIROS QUE QUEREM ANDAR NA ILEGALIDADE, E AINDA MAIS A PORTA DO ESTADO ESTÁ ABERTA (SEM FISCALIZAÇÃO PARA COM A MADEIRA).

Responder

4
0


Fernando - 12-02-2019 10:48:51

Wilson esta dizendo que essa caixa preta ao ser aberta mexerá com gente poderosa jogou o pepino para as mãos do Mauro Mendes tirando o corpo seu fora mais é espertinho esse Wilson Santos.

Responder

3
3


Lais - 12-02-2019 10:46:03

Qualquer pessoa sabe disso, o duro é a fiscalização bater encima igual bate nos pobres, esses produtores então?

Responder

10
0


Cloves - 12-02-2019 10:44:30

Sem dúvida isso né amigo

Responder

8
0


Leitor - 12-02-2019 10:43:19

O atual governo do estado declara que MT está falido. Discordo historicamente o pior período que MT enfrentou economicamente foi pós divisão em 1979 quando nosso estado ficou com 38 municípios e a dívida da divisão que era para ter ficado com MS. Esse foi o pior período que enfrentamos, até então nossa economia da época dependia basicamente da mineração que originou os 38 municípios que ficaram do lado do atual MT OLha que comentário sensato que eu vi na internet

Responder

6
0


5 comentários