UFMT esclarece suspeita de fraudes no programa Revalida para médicos estrangeiros | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

POLÍTICA Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019, 16h:00 | - A | + A




Direito de Resposta

UFMT esclarece suspeita de fraudes no programa Revalida para médicos estrangeiros

Instituição garante que não há troca de recursos em parceria com universidades privadas


redacaomuvuca@gmail.com

Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) / Foto: Reprodução

Em outubro deste ano, o Muvuca Popular noticiou uma acusação sobre fraudes no programa Revalida da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), responsável pela revalidação do diploma de médicos estrangeiros no Brasil. No entanto, a instituição esclareceu a situação alegando que a ‘terceirização’ por meio de convênios, para cursos complementares, é legalizada pelo Ministério da Educação, vide Portaria Normativa n° 22/2016, artigo 24, inciso 2.

“A oferta de vagas para estudos complementares não se trata de terceirização do processo de revalidação de diploma competente à UFMT, mas sim de autorização prevista legalmente para que instituições de ensino privadas ofereçam os estudos complementares a capacitar o médico que busca ter seu diploma de medicina revalidado no país, o qual ao final realizará nova avaliação pela UFMT”, afirma.

Desta forma, a universidade ressalta que não há fraude nenhuma no programa e que todos os procedimentos realizados estão dentro da legalidade. “Resta comprovado que não há ilegalidade na oferta dos estudos complementares em instituições privadas que aderiram o Edital de adesão das IES para oferta de estudos complementares”, pontua.

“A Faculdade de Medicina, da Universidade Federal de Mato Grosso, realiza o Processo de Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior desde 1986, obedecendo regiamente a legislação vigente:  Constituição Federal, Art. 207; Lei 9.394 de 20 de dezembro de 2006; Resolução Consepe/UFMT n° 84/2017 de 26 de junho de 2017; Resolução CNE/CES n° 3, de 20 de junho de 2014; Resolução n° 3, de 22 de junho de 2016; Portaria Normativa MEC n° 22, de 13 de dezembro de 2016”.

Sendo assim, a UFMT ressalta que não há nenhuma contrapartida financeira entre as IES credenciadas à instituição, e que o único valor que pago para a universidade são as taxas de inscrições estabelecidas no Edital, previamente aprovada por órgãos superiores.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Chapa matrimonial
Marketing
Eleições municipais
Senado
Coronavírus

Últimas Notícias
22.09.2020 - 22:49
22.09.2020 - 21:15
22.09.2020 - 20:43
22.09.2020 - 19:42
22.09.2020 - 19:00


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário