Unidades de Saúde funcionam normalmente em Cuiabá | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 24 de Junho de 2019

POLÍTICA Sexta-feira, 14 de Junho de 2019, 12h:27 | - A | + A




Sem greve

Unidades de Saúde funcionam normalmente em Cuiabá

Levantamento aponta que os serviços de saúde são ofertados normalmente

 

Levantamento realizado pela Prefeitura de Cuiabá até às 11h desta sexta-feira (14) identificou que as unidades de saúde funcionam normalmente, mesmo com o comunicado do Sindicato dos Profissionais da Enfermagem do Estado de Mato Grosso (Sinpen-MT) de que 50% dos profissionais iriam aderir ao movimento nacional de greve geral contra a Reforma da Previdência.

No período da manhã, não foi registrada pela Secretaria Municipal de Saúde, nenhuma falta de servidores nas unidades de saúde de Cuiabá.

Já na Educação, a maioria dos profissionais aderiu ao movimento nacional. Levantamento da Secretaria Municipal de Educação aponta que 6 dos 22 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), 19 das 81 escolas e 35 das 51 creches estão em funcionamento. Todas as aulas serão repostas e a Secretaria vai acompanhar a reposição.

Por conta da liminar ingressada pela Prefeitura de Cuiabá e deferida pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), o transporte coletivo funciona normalmente na Capital. Ao todo, 90% dos ônibus estão funcionando em horários de pico e 70% nos horários normais.

Funcionários de algumas empresas de ônibus, inclusive, mantiveram os 100% dos coletivos em operação.  

Demais áreas 

Os demais serviços da Prefeitura de Cuiabá são ofertados normalmente como a coleta de lixo e todas as unidades da Secretaria Municipal de Assistência Social.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Ludio - 14-06-2019 13:55:32

É complicada a situação, não é bom ficar sem atendimento, mas tbm não da p ficar tranquilo com essa reforma da Previdência.

Responder

1
0


Ciro - 14-06-2019 13:54:03

Menos mal então...

Responder

0
0


2 comentários