Vereador Abílio surta novamente com colegas em CPI | MUVUCA POPULAR

Domingo, 23 de Fevereiro de 2020

POLÍTICA Sexta-feira, 14 de Fevereiro de 2020, 14h:16 | - A | + A




Desequilibrado

Vereador Abílio surta novamente com colegas em CPI

Sessão teve direito a gritos, ofensas e ataques


redacaomuvuca@gmail.com

Abilio surta CPI.JPG

Foto: Reprodução

A retomada da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), na manhã desta sexta-feira (14), teve direito a gritos, ofensas e ataques do vereador Abilio Brunini Junior (PSC) aos membros da Comissão, no Plenário da Câmara Municipal de Cuiabá.

Novamente Abilinho, como é conhecido, surtou e xingou o vereador Toninho de Souza (PSD), relator da CPI, de pau mandado. E foi mais além, pois, aos berros, atacou Toninho perguntando quanto estaria ganhando para fazer este trabalho “horrível”.

A provocação contra Toninho começou quando ele, como membro da CPI, deu o seu parecer positivo quanto a um requerimento do outro membro, vereador Sargento Joelson (PSC), de que as decisões fossem tomadas de forma coletiva.  

“Vamos colocar ordem. O senhor é o presidente, vamos colocar ordem nesta parada. Vai ficar subordinado a um pau mandato”, alfineta Abilio, enquanto Toninho votava o requerimento. No entanto, o vereador Marcelo Bussiki (PSB), que é presidente da Comissão de Inquérito,  rebateu o colega da oposição e disse que isso já está ocorrendo e reafirmou o que tinha constatado, antes de colocar o requerimento em votação, de que as decisões já estão sendo tomadas de forma conjunta, mas em respeito e para seguir o rito colocou o requerimento para ser votado.

“Quanto ao plano de trabalho, eu estou aguardando o posicionamento de vocês desde o dia 8 de outubro de 2019, quando foi reaberta a CPI e dos dois membros não recebi nenhuma contribuição desde as oitivas, seja de alguma solicitação de documento. Então esta presidência em nenhum momento está sendo intransigente quanto as solicitações dos membros”, pontua Bussiki.

Em seguida, Toninho pede, por meio de requerimento, a revalidação dos documentos relacionados à CPI, aos Ministérios Público Federal (MPF) e Estadual (MPMT), Justiça Federal e Polícia Federal para que haja uma atualização das informações e possa direcionar os trabalhos.

Também, com um segundo requerimento, que as sessões fiquem suspensas até o recebimento dos documentos solicitados, pois, segundo o parlamentar, fica difícil retomar as investigações, pois são esses documentos que vão nortear as decisões futuras. No entanto, Bussiki colocou para ser discutido em uma próxima reunião.

“Bussiki, ele está querendo segurar a CPI de novo, pau mandado. Quer travar de novo, não aceita”, segue Abilinho.

Com base na recente Lei de Abuso de Autoridade, o vereador Sargento Joelson apresentou, como contribuição final, um requerimento para que as próximas sessões sejam secretas, alegando ter documentos com uma série de pessoas vinculadas com este processo.

Esta solicitação causou agitação movimentada por Abilio, junto dos parlamentares da oposição, Felipe Wellaton (PV) e Diego Guimarães (PP). Tanto que o presidente da CPI, também aliado da oposição, reiteradamente pedia para que os colegas acalmassem os ânimos e respeitassem o Sargento Joelson, por ter direito de fazer o requerimento.

“O que é uma sessão secreta? O seu processo, vereador Abilio, corre em segredo de justiça [..] Agora, se vocês querem transformar isso aqui em uma palhaçada, vai ser. Ou o senhor pede para estar no meu lugar”, rebate o vereador Sargento Joelson, após ser atacado por Abilio.

Em seguida a sessão foi suspensa, com Abilio aos berros afrontando Toninho.

“Pau mandado do prefeito, pau mandado do prefeito. Quanto está ganhando para fazer este trabalho horrível seu?", se exalta e parte para cima de Toninho.  

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

alexandre - 14-02-2020 14:26:29

não tem santo na camara, o certo é caçar todos, pizza...

Responder

9
2


1 comentários

coluna popular
Aliança pelo Brasil não conseguiu adeptos
Mobilização em Cuiabá
Veja trecho da decisão
Sintonia com a Casa de Leis
Biometria é obrigatória por lei

Últimas Notícias
23.02.2020 - 08:45
23.02.2020 - 08:22
23.02.2020 - 07:55
23.02.2020 - 06:04
22.02.2020 - 19:14




Informe Publicitário