Vereador Kero Kero fala de “tapetão” puxando Selma Arruda do Senado | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019

POLÍTICA Quinta-feira, 07 de Novembro de 2019, 18h:51 | - A | + A




Mandato em Risco

Vereador Kero Kero fala de “tapetão” puxando Selma Arruda do Senado

Kero Kero cita o senador Carlos Fávaro (PSD), que mais uma vez teria sido usado por um fatídico grupo do agro


redacaomuvuca@gmail.com

Vereador Kero Kero (PSL) / Foto: Reprodução

O vereador Wilson Kero Kero (PSL) utilizou o grande expediente da Câmara Municipal de Cuiabá, na sessão plenária desta quinta-feira (7), para defender a senadora Selma Arruda (Podemos), que está com o mandato em risco de ser cassado, definitivamente, e aponta alguns políticos milionários, do agronegócio, que nos bastidores já estão em campanha visando ocupar a cadeira da ex-juíza.

“Eu vi e vejo até com muita tristeza, quando vejo um ex-governador, um ex-senador, de repente, do nada, querer se reinventar politicamente quanto ao estradeiro, quanto a uma situação visando aí uma possibilidade da perda de mandato da senadora Selma. E nos faz refletir em algumas coisas. Há uma movimentação muito forte nos bastidores, todo mundo sabe disso, no meio político, quanto ao tapetão, a tomada do mandato da senadora Selma Arruda. E quando a gente trata de milionários é uma situação, e quando trata de mega milionários que muitas vezes usurparam do dinheiro público, com incentivos mega mirabolantes, aí é muito fácil”, contesta!

Em seguida, Kero Kero cita o ex-governador, ex-senador e ex-ministro da Agricultura, Blairo Maggi, falando do início da carreira pública de Maggi, galgado pelo saudoso Jonas Pinheiro, Roberto França, grupo o qual o vereador fez parte, em que todos abraçaram o nome dele com um movimento político muito forte, em Mato Grosso. Momento este que em que o grupo de Dante de Oliveira encontrava-se saturado, visando a possibilidade de um Estado melhor, com um grupo novo.

“Engana-se, todos nós, mato-grossenses! Estelionato eleitoral. Estelionato eleitoral, sim senhor. Fez algumas novidades, algumas situações? Até que avançou o Estado de Mato Grosso, porque já pegou pronto, já pegou redondo. Mas em outro viés, um viés econômico, de empresarial, com uma ganância. Mas aí um grande erro, achar que o povo mato-grossense é bobó. Atropelou o grupo de Roberto França, atropelou quem quer que seja”, disparou o vereador Kero Kero.

Criticou também o fato de Blairo Maggi, enquanto governador ter trazido um grupo político que nem conhecia a região local. “Nada contra quem não é de Mato grosso. Nós aqui somos formados por uma miscigenação de todos os brasileiros. Aí trouxe todo mundo de um grupo político que nem conhecia Cuiabá e Mato Grosso, formou o time. De repente não era Lula, virou Lula desde criancinha. Foi até para Cuba plantar soja, Porto, BNDS. No final, com o Temer, com Dilma: Banco Maggi. Incentivo, banco, dinheiro, tudo isso em função do processo político, do poder: senador, governador. Aí e muito fácil”, continua.

Armando um verdadeiro jogo de futebol em sua narrativa, ele diz que agora os fatos estão clareando e cita o senador Carlos Fávaro (PSD), em que mais uma vez teria sido usado por esse “fatídico grupo do agro, que 1% só é mega milionário, que tem royalties”.

“Veio a eleição, armaram a carapuça: vamos fazer uma pegadinha aqui, o povo mato-grossense é tranquilo, vamos armar aqui. Mauro Mendes, vai lá cumpadi! Fávaro, fica de senador aqui no grupo do governador Mauro Mendes! Essa era a ideia senhores: dois senadores e dois deputados federais, Neri e Ezequiel, esse era o plano do tão sonhado agronegócio, dos magnatas, dos barões, dos tubarões deste Estado. Mas esqueceram de um detalhe: de combinar com o povo de Mato Grosso. Quando vimos aí esse golpe armado para Mato Grosso, surgiu aí a baixinha danada, danada! Senadora Selma Arruda, com a força do mandato popular com quase 700 mil votos, 200 mil votos à frente do senador Jayme Campos. E coitado do Jayme, coitado do Jayme, se não abre o outro olho, quando ele assustou estava indo para o buque.  Quando viram que Selma não perderia mais, concentraram todo mundo no Fávaro, que tinha mais chance. Porque o Sachetti:  ô cumpadi,  ô cumpadi, não dá mais!Tira o time de campo!”, narra.

Destacou dizendo que fizeram contato para todos os políticos ligados a Blairo Maggi,para votar em Fávaro, pois do contrário iriam perder as duas vagas.

“E de fato Jayminho leva a boa. Escalou a tropa de choque do DEM e levou a segunda vaga. Um abraço para o gaiteiro, Blairo! No tapetão, duvido! Eu confio na justiça do Brasil”, finaliza o vereador Wilson Kero Kero.    

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários